O Supremo Tribunal da Espanha confirmou a condenação de Messi por fraude fiscal

O Supremo Tribunal de Espanha confirmou nesta quarta-feira a condenação de Lionel Messi, do Barcelona, com uma pena de 21 meses de prisão por três crimes de fraude fiscal. A condenação foi dada em primeira instância pelo Tribunal de Barcelona, segundo informa o jornal “El Mundo”. A defesa do atacante do Barcelona entrou com recurso para reverter à decisão, mas o pedido foi indeferido.

Já em relação ao pai e empresário do craque, Jorge Horacio Messi, a sentença foi reduzida de 21 para 15 meses de prisão, pois o filho devolveu à Fazenda o dinheiro sonegado. Messi e o pai foram condenados em julho de 2016 por sonegar um total de 4,1 milhões de euros da Fazenda espanhola entre os anos de 2007 e 2008. O jogador não declarou 10,1 milhões de euros recebidos por seu direito de imagem durante esse período.

Apesar da sentença, os dois não devem cumprir a pena já que nenhum deles tem antecedentes criminais e a condenação é inferior a dois anos. Em junho do ano passado, quando compareceu ao Tribunal para depor, o craque afirmou que não sabia de nada e que tinha confiado suas obrigações fiscais a seu pai, Jorge.

“Eu me dedicava a jogar futebol. Confiava em meu pai e nos advogados que tínhamos decidido que acertariam as coisas. Em nenhum momento me passou pela cabeça que iam me enganar”, dissera o atacante.

A Audiência Nacional em Barcelona susteve em sua sentença que Lionel Messi atuou com “ignorância deliberada por evitar se informar sobre o que estava a seu alcance”.

Fonte: https://extra.globo.com

Receba alguns palpites de apostas em futebol semanalmente. Cadastre seu email aqui para saber como receber diariamente em seu celular!

Fique tranquilo! Também odeio spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Seja o primeiro a comentar!